Hoje na História:31 de julho de 1932 - A Guerra do Chaco

Tropas bolivianas invadiram o Chaco boreal, oficializando as hostilidades entre Bolívia e Paraguai, no episódio que ficaria conhecido como a Guerra do Chaco: um conflito armado desencadeado pelo domínio da região do Chaco, concorrida desde a época em que ambos eram colônias espanholas ainda no século XVIII. Desde então, foram inúmeras as tentativas de acordo pela posse da região, sem nunca haver um consenso entre bolivianos e paraguaios, até que durante a Grande Depressão, com a descoberta de petróleo na região, a situação tornou-se insustentável.
A extensa planície do Grande Chaco foi objeto de acirrada disputa histórica entre Paraguai e Bolívia, considerados os países mais pobres da América Latina. A perda boliviana da sua costa no Pacífico, em 1929, para o Chile, intensificou ainda mais a ambição do país pela região, culminando com sua invasão em 1932. Embora favorecida por contar com um exército maior e mais bem equipado do que o Paraguai, a Bolívia viu seus homens sucumbirem às condições climáticas pouco habituais, permitindo uma continuada reação adversária até o triunfo. Foram três anos de derramamento de sangue, e um saldo de quase cem mil mortes, sendo pouco mais da metade do lado boliviano, até que os países assinassem um acordo em Buenos Aires, concedendo ao Paraguai a soberania total sobre o local.

Restava uma herança comum: a estagnação econômica que ambos tiveram de arcar nos anos seguintes.
Veja mais no JBlog...

Nenhum comentário: